quarta-feira, agosto 22, 2007

A ti dei todos os versos sem rima,
Depositei num cofre todos os dias de ouro.

Descubro agora que não era poesia,
Nem ouro nem prata,

Foi tudo uma miragem ,
Dias de chumbo carregados.


Porque te conservo na memória?

Pois… já sei,
Porque sou modelo antigo não equipado de delete ou reset.

Sabes no que se tornou o calimero quando cresceu?
Em frango assado!

6 comentários:

Angell disse...

Olá rapariga,
Ás vida pode ser uma miragem, uma desilusão, por vezes... mas não pode ser sempre! Melhores dias virão! :)

Fica bem e força!

Bjs!

Maria Papoila disse...

O chumbo leva-nos ao fundo além de fazer mal à saúde. Dias luminosos estão aí para gozares no limite. O verão é curto.
Anima-te!
(prefiro o calimero pequenino)

Madelyne disse...

Hummm...
E os modelos antigos não vêm equipados com "escape"? ;)
Quanto ao calimero, nunca gostei desse gajo! A abelha Maia é que "rocka"! Em que se terá tornado ela quando cresceu? ;p
*bj*

Wonder Woman disse...

Madelyne a abelha Maya agora é cartomante!
Angell, Maria Papoila, obrigada pelas palavras de conforto!

Garamond disse...

Aiiii que temos que ir aquele sitio cantar a delai delaila...

Tás convocada!

Sabado?

Vá lá gaja frango assado pode ser bom... desde que com batatinhas e picantezinho!

Beijoooos na wonder mais wonder desse lado!

Gar

Wonder Woman disse...

obg Gar, temos de ir cantar sim sra! a delaila e mais outras tantas.

Para esta convocatoria e que não dá porque estou de ferias, nao sei se volto no fim de semana, se sim, mando um grito!